30 de jan de 2017

Já sei o filme pra próxima sessão
em francês com legenda português,
já que o espanhol deve ser congelado
Já pensei 4 vezes em te mandar
mensagens fofas, perguntas curiosas e à merda
rasgar seu contato virtual
vigiar minha vontade de ver seus vícios
criar umas barreiras mais habituais
que aquelas que te dei pé-pé pra pular pra dentro
de mim, de mis sueños, de mis cosas bellas
proibir de verdade sua mania de chamar reina
por permissão sem originalidade
desertar sua estadia nas ilusões que ascendo

Já pensei 10 vezes em escrever essa poesia
sabendo que nunca te vas a leerla
lejos de nosotros como me hay dijo
sin que pudriera escucharlo
Já sei a película da próxima sessão…

vos no te vas a saber

Carola Bitencourt
30/01/2017

24 de jan de 2017

vídeo com preta ganhando na cara dura: realista! eu já vi
gente que faz feitura fatídica à vista e sem CGI: também,
quase tortura pra quem não consegue: "é ruim"
um pouco de tapa na cara como mal
parece que tem mordaça...
Carece entender o ferrolho da bola de ferro
parece com paz-macera de quem tinge a voz com berro
erro de quem se diz dono,
ferro de quem se faz trono
o game fica pra trás quando se lê historia
quem não esquenta a barriga no fogão
não se refresca na pia
piegas o ser que acha que pode sair no pio
crente que jaz o assento de falo
na placenta que cria

Quando seremos igualitários?
Quê passa na fronteira do lado
que aqui se espia?
todo esse notar temerário acaba sentando na mesma pik@
pouca
que agora oca ecoa transita e se esvai sombra fraca
retarda
quer segurar
mas não cala
nem calça, quem dirá calcanhar sangrado
quem quiser que tente
vai ser outra pedra
sem guardar semente!

Carola Bitencourt
25/01/2017